Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Ao mar.

E o engraçado sobre todo o resto, é justamente porque a minha história é sobre uma garota. Embora pareça engraçada, na verdade é uma das historias mais tristes - acredito que há humor no luto.
Eram 7:15 da manhã, domingo de sol, o vento era frio na extensão da praia, da avenida a beira-mar se podia sentir o cheiro reminicente da noite misturado a maresia e os odores de gasolina, esgoto e panificadoras a todo vapor.

Ela não vai atravessar a avenida beira-mar e se despir de todas merdas que fiz, mas isso não importa agora, vou editar as cenas até torna-la culpada e acho que preciso disso para não me odiar.
Só pra depois reconhecer que seria pior se continuassemos.

No final é isso, dou risada antecipado, sabendo o quanto ainda vou chorar, mas se querem mesmo saber foi bom, muito bom, inclusive errar.

Ela nao vai realmente aparecer no meio dos banhistas, desnuda em um biquini minusculo - acho que ela adora o mar - e se despir das despedidas anteriores, simples assim: eu fui um idiota.
Mas para preservar meus nervos, vou pedir mais uma cerveja, acender outro cigarro e tentar entender o que essa morena do meu lado esta tentando dizer.


Nenhum comentário: