Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 22 de dezembro de 2013

Eu posso ser a Morsa?

Oceano de desculpas emergem de vilas e becos,
colorindo o domingo com um céu de missa campal.

Um perdão refletido no espelho do olhar,
fracionado em prismas de saudação e saudade.

E se entre os ultimos, no amor
a festa inteira da vida te faz crer no reverso,
respire mais, beba um bocado.

Escreva um verso.


Bom dia Sol!
Abrace uma arvore
e seja feliz.

Morra tentando,
dragão satisfeito
deitado na virtude
que o trabalho ceifou.

Perolas se deliciando em bocas profanas e suinas,
cachos de sol, cabelos de vento marinho...

A luz que agora vejo
aquela que sei
sempre recordei.

Antes de agora
é como se
outro agora existisse antes.

Um bilhete de risonha canção,
frances inquieto.

Meus bigodes felinos,
terno riso repleto de imoderações
ou cuidados.

Gargalhadas sonoras
como quem pragueja em um barco.

Moça, eu posso ser a morsa?

Eu fui la te olhar,
fazer mimica
e demonstrar segredos
sobre nado borboleta.

Sua vida não é facil,
talvez por isso seja tão
bonito te olhar
quando sorri.




Nenhum comentário: