Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Beatificação estrelar

A tarde cercada de vazio,
em suas paredes
trazia umas mil estampas.

O ceu azul parecia coberto de infancia e ternura,
era vermelho e azul, violeta e laranja.

Em sua profundidade ecoavam nomes.
Deitado ao som dessas vozes multiplas
em unissono as vezes:

Quase podia escuta-la...

Um enxoval flutua.
Na cabeceira da paroquia
qualquer sonho
é feito nuvem...

Agora o sol se põe,
uma tarde qualquer,
mas é comigo
e então é isso:

a calçada, a janela e a varanda,
o quintal ou a rua,
o parque, o bar ou o futebol.

Eu poderia recitar agora aquele trecho famoso
daquele filme, mas voce e eu sabemos,

trata-se apenas de uma tarde como outras bilhares,
onde as crianças correm malucas pela rua,
ignorando o espetaculo do tempo,
atentas apenas em brincar.

O final do dia é tarde demais,
onde o calor sufoca e parte,
onde a inocencia é inadequada

palavras...
palavra!

Eu percorro a sala,
olho no relogio,
boné ou chapéu,
vou passear

andar junto ao sol
é como deitar do lado dela.

O sino do mosteiro toca,
a hora enfim se mostra
tilitam austrais sete horas...

Nenhum comentário: