Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 3 de novembro de 2013

Filhote de genocida

A hora se antecipou,
o destino abriu fogo.

Crianças negras mortas,
filho de guarda,
DNA de estuprador.

As armas apontadas contra o povo,
a poesia vencerá a batalha.

Corte de cabelo estranho,
filhote mestiço de Adolf Hitler.

Animal alimentado de odio,
farda limpa, refeição repleta de sangue.

Eles vão chamar os pequenos agora,
se o heroi esta bebado, quem vingará?
Historia oficial, simio amestrado em torturar.
Ele não sabe falar em publico, ele não sabe cantar.

A praça esta guardada, mas a rua é do povo
como a historia é da classe operaria.

Ela sabe dançar, mas trocou o poeta
pelo filhote de genocida.




Nenhum comentário: