Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Vigário

O vigário dorme encapuzado com seus medos,
ele parece em paz enquanto sonha,

delírio de verão, visões pudicas e claras paisagens.
Taça de vinho, pedaço de pão partilhado...

Seus filhos ao redor do que poderiam ter sido,
outra vida, novo horário, ele não sabe rezar.
A virgem que não pode desposar,
o amor que sua fé impediu.

Sinos ao entardecer,
um pecado confessado e recolhido

ao redor de sua dor os planos
e tudo que negou ao seu destino.

Torre de fé e ofertas, dízimos de outras eras,
enquanto o avental guarda sua batina

as vezes ele olha o altar
e dentro dele o estranho desejo

apenas medo

Pecados confessados e recolhidos
uma taça de vinho e o pão partilhado

suas ovelhas não sabem
mas o vigário castrou o destino.

Nenhum comentário: