Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Moça

Ela vai cantar uma canção,
deixa estar, eu vou seguir.

Atravesso a rua, seguindo até sumir
na esquina eu dobro e prometo não chorar
desacustumei a sentir

Não tem mais jeito
aqui dentro sequer o medo

Moça, eu fico no meu canto.
Cante sua canção, espero a vida no jardim

Folhas de luz, recortes do ideal
e então barcos partem no horizonte

Atras do olhar a luz inquieta o horizonte
e dentro dos olhos um inquieto sentimento
eu sinto a vida e sei do tempo

Moça, cante sua canção
e todo o resto eu guardo comigo

Anulo aneis e laços
guardo o que parece bonito

Sou quem insiste em si
e por muito insistir até aguardo.

Aviões e estrelas,
luas de oceanica visão

Atado ao nó que a musa desatou
cinema novo, futurismo e é muito pouco

Atraco a voz, embargo os barcos
rosto nublado pra não ver o sol.
Tenho comigo um pouco e sei lá

Meu erro é esse
nem todo abraço é lar.

Nenhum comentário: