Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 15 de setembro de 2013

Ando calado ( ou uma explicação)

Vivo como se vive e só,
sem gravata ou forca,
de qual das duas me restará o nó,
não sei e evito nisso pensar

Tenho comigo a voz,
me restou apenas isso agora sei,
falo pouco, muito pouco
antes de falar, agora respiro e penso
conto até três.

A solidão é o meu arranjo
e pouco sei, só sei bem pouco
e todo o resto é canto
arranjo e rimo, dou risada
no final da ultima palavra.

E muitos dizem que ando assim
por andar já fora de mim,
para esses aceno com a cabeça
e como quem reza o terço
teço qualquer comentário
assim como se meu humor estivesse ajustado.

Eu ando assim como quem vive só,
tento bem pouco fazer rir ou contar piada
para notarem meu descompasso
passo a vez e a palavra
fico de canto calado
ouvindo como se estivesse admirado.

Não quero crer em Dylan, Beatles ou o que for,
a nossa fé é mãe da esperança
e dos nossos medos o tutor

Por isso canto meu canto, não para falar de amor,
não para falar de todo o resto
todo o resto causa dor assim como o amor.

Vivo assim do mundo apartado,
pensamento distante e o sentimento guardado,
meu peito feito uma cidade
que na entrada exige cartaz de boas-vindas,
tem em si gravado uma poesia
nos versos pouco importa o que eu dizia

No final sou dor e soube disso toda a vida,
em cada verso me calo, em tudo uma ferida,
a placa do meu coração não é de boas-vindas.
Eu não tenho eu, na vida pouco quis para mim
em todo o resto quis ser seu.

Por isso ando calado, não por amores ou o mundo,
talvez e é bem certo estou assim por tudo.
Por isso moça de pele de sol e sal,
moça de olhos claros e sorriso capaz de iluminar a tudo
não me tome por anti-social ou o que for
você é linda e capaz de coisas lindas
e isso me deixa mudo.

Moça você parece o sol,
quando o sol parece poesia.

Nenhum comentário: