Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 30 de julho de 2013

O poeta


Quando nasce um poeta,
ali naquele instante é possivel notar pelo seu choro,
um berro quase musica, gritando ao mostrar que veio ao mundo.

Seus olhos fechados, guardados ainda da luz.
Quando nasce um poeta logo se nota,

a Rima, a Vida e a Poesia
São os Tres Magos desse inquieto Jesus

Quando nasci veio a  poesia me trouxe: confusão
          Depois disso a vida me trazendo: confusão
      E então veio a rima, essa não me trouxe nada.

''Um louco entre os tolos, 
um tolo de cuidar de poesias''
Segue rezando a mãe, ao olhar e ja saber.
Que dor é para a mãe saber,
o triste fado de seu filho é sentir,
seu olhar é lamina que sangra a alma 
e cospe no mundo.

E então um dia, pela cidade e entre toda a gente
ser olhado e apontado, feito estatua de prefeito
ou monumento arquitetonico, parque ou nome de localidade

Olha lá!
Vê só!
É o poeta da cidade!

Haverão mulheres que com ele se deitem,
outras que o amam e ainda outras que ele ama.

Nada no poeta possui dimensão igual a humana,
pois é humano demasiado humano e apenas isso.

Um verso aqui e adiante, então...
Eles atravessará ruas e subira escadas,
com os olhos a escalar janelas e recordar bandeiras ou sorrisos.

Para o poeta sempre haverá o domingo a tarde,
como eterno companheiro que vem convidar
a refletir sobre a vida.

Quando nasce um poeta é triste,
mas alguem precisa fazer isso.

Nasci numa terça-feira, fazia sol acho.
Nada comigo ocorreu
nada me foi contado,
pois bem não sou poeta.

Meu canto é pouco,
devia ser desesperado.

Poeta quando nasce grita,
barulho que parece musica

avisa ao mundo 
que nasceu mais um.

Sei muito pouco de ser poeta,
me interessa mais a poesia.

Nenhum comentário: