Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sábado, 22 de junho de 2013

Sobre os protestos

São Paulo, 21 de junho de 2013

''And if a double-decker bus
Crashes into us
To die by your side
Such a heavenly way to die
And if a ten-ton truck
Kills the both of us
To die by your side
Well, the pleasure and the privilege is mine''
Morrissey


Pois é pequena... Não sei nem por onde começar, mas vamos lá as coisas estão muito fora do lugar, não acha? Cara, como assim aquele ato ontem na Av Paulista? Uns coroas dos jardins, puxando palavras de ordem machistas contra o governo, uma turma leitora da Veja e que tem delirios masturbatorios com a voz do Nelson Mota... Tudo isso junto de uma histeria anti-esquerda encorajada por nacionalistas e direitistas afins...
Sei lá viu, cada dia sei menos, impressão que a gente cresce e vai ficando burro ou tudo faz mais sentido depois de um tempo, sei lá as vezes quero explodir, desinbestar, correr, correr, correr e sei lá pensar depois, queria me centrar na velocidade, na intensidade, no absurdo que é viver, quero viver!
Olha Jacque, as vezes é melhor ser o perturbador das ruas que o cidadão de bem, se faz necessario correr na chuva, sair de casa no frio, dançar na chuva, fumar mais um cigarro esperando o ultimo onibus passar, dar risada quando a vida demorar enquanto o mundo segue existindo. 
Eu quero ser o provocador que começa uma conversa qualquer no ponto do onibus! Sabe daqueles que começam conversas em um tom conservador e no meio da conversa dissipa verdades incomodas ao denunciar a hipocrisia, não quero ser o cara em cima do muro. Não quero ser da turma do deixa disso, vai com calma e espera um pouco, nunca conheci ou tomei conhecimento de bares em cima do muro, o bom da vida é a loucura, o bom da classe operaria é que sabe lutar, mas tambem sabe beber, eu quero ir ao bar, quero falar de mudar o mundo, mas tambem quero as ruas, tambem quero a luta. 
Estranho isso que dá na gente as vezes? As vezes era apenas o alcool ou a saudade que sinto não de voce, mas da gente junto, eu gosto de gostar da gente, gosto de entender que meu cheiro fica melhor junto do seu, meu passo é solitario pelo caminho, como se em cada degrau uma sombra refletisse um pouco como seria ali se houvesse voce...
Estou apaixonado por uma garota chamada revolução, entre ela e eu, apenas isso e ao nosso redor o povo, quando dela me aproximo, peito aberto, sorriso solar, quase sinto o seu abraço quente e esperado, seus olhos profundos são o lago onde outros olhares que amei me chamam, ela é linda, parece você, se pessoas pudessem ser canções, a sua voz cantaria sobre o amor, povo e pão. Capaz de um tempo feito fosse o paraiso, parir o futuro como o sol ou um sorriso.
Meu coração desesperado chama por ela: 
Revolução!
Revolução!
Em minhas arterias a luta de classes, o salario de fome, moradores de rua, negros, pobres, sem-teto, sem-terra, bolivianos, africanos, ilegais, maconheiros, prostitutas, cracolandia, sempre velho, centro velho, hospitais e violencia policial...
Jacque, desculpa estou te alugando com todo esse papo, mas é pra dizer que agora as coisas, pessoas e ideias se definem, cada passo dado é feito palavra que o tempo apenas detalhe e nunca apaga, bandeira do Brasil, comercial de carro ou coca-cola, queria te dizer que adoraria te encontrar dia desses ao nosso lado, junto com os trabalhadores e filhos da classe trabalhadora, vem gritar conosco, vem hastear tua bandeira, erguer tua voz e cantar a internacional, nós somos isso, nós somos voce e todos são voce, quando voce esta conosco, queremos revolução, mas sabemos que a vida é bela, por isso existe a poesia.
Procura o bloco de esquerda, vem pro vermelho, voce é parte do povo, voce é atriz, mãe e meu amor, seus olhos são as duas estrelas mais lindas em toda a astronomia...

Um beijo do seu Jacobino

Youssef Igor

3 comentários:

Gilberto Lopes Teixeira disse...

Igor, aqui é o Giba seu ex-professor. Fiquei encantado com essa sua cartinha de amor que fala de revolução... Seu estilo está melhorando e esse tom missivista dá um que de intimidade ao texto.Acho que o inverno tropical está fazendo bem a você! Continue, escriba o futuro vai querer saber de seus sonhos e anseios...

Gilberto Lopes Teixeira disse...

Igor, aqui é o Giba, seu ex-professor. Fiquei encantado com sua cartinha de amor que fala de Revolução. Esse tom missivista dá uma sensação de intimidade e aproxima o leitor. Continue, escriba, o futuro gostará de saber o que fazia bater o coração dos jovens do século XXI.

Priscila disse...

Não conheço você, achei seu perfil do facebook depois de olhar diversos compartilhamentos aleatórios sobre os protestos, amei o texto e consegui em muitos momentos sentir o mesmo que você.