Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 25 de junho de 2013

Chovendo

Ele anda por tantos lugares,
em diversos bares, praças,
faz seu verso, pensa e abraça,
coisas que ao abraçar se tornam ele.

Cala sua voz, olhando as pessoas,
sorrindo e dizendo absurdos,
pantominia aleatoria,
ele sabe, sabe, sabe sim, ele sabe.

Talvez um dia,
sorridente e absurdo,
eles o ressucitarão

e ai, distante de tudo que é agora,
quando hoje for noticia antiga,
coisa de livros, materia de estudo somente,

dourarei então isso,
ele é tão inquieto,
poeta, menino,

E por mais que eu fuja, ao fugir digo tanto.

enquanto ele vive e espera e anda,
desconhece o quanto
de encanto ainda há ao recordar sua voz
saber de cada um de seus cuidados.

Essa noite os seculos lembrarão,

as estrelas, essa noite nos aplaudem,
sorriem e brilham e ao brilhar nos sorriem e aplaudem

Ele acena enquanto atravessa,
lugares sem religião, um palhaço no circo,
sorri e sei la, sei lá

Eu queria falar do meu poeta,
quero falar como musa,

essa noite fria e paulista
beija e abraça todas as ruas...

Outro dia ele vira
e lá estarei nem que seja apenas para
seus versos inspirar.

E quando aqui estiver novamente
sei lá, sei lá...

Mesmo o futuro sendo lindo,
eu sei ainda achara meu olhar

o espetaculo mais lindo do plantea,
repleta de luz, para seus olhos
os meus são estrelas

irradiam e são calor...

gosto de te ouvir falar,
que meu sorriso ofusca o sol









Nenhum comentário: