Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 5 de março de 2013

Soneto para Hugo Chavez

Em Caracas, não sei se chove
ou se a noite cai como uma lamina fria
impetuosas lagrimas do tempo
temperam o aço da espada chamada povo

em cada olhar, das favelas e fabricas uma lagrima grita,
o nome do centauro louco e amado pela America Latina.
Nas alturas um baile se prepara; nada de luto, mas muito mais luta,
deve dizer ao seguir junto a Martin e Bolivar...

Chavez, teu avõ assim como meu te ensinou a coragem,
Chavez, a oficio de teu pai esta concluido,
em teus passos de quem quis a todos o maior dos destinos...

De onde estiver centauro de Caracas, saiba bem,
no coração de cada indio, operario ou meninos,
vibra hoje com timbre vermelho e eterno a tua palavra


2 comentários:

Lurdes disse...

A Europa precisa de homens como Chavez!
A esperança não pode morrer.
Gostei deste poema a um Homem Grande

Lurdes disse...

Viva Chavez!
Na europa precisamos de homens como Chavez que pensam no seu povo e cumprem o que prometem para ser eleitos...L.