Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 13 de março de 2013

Soneto III

Não posso te prometer nada,
alem da fumaça do meu cigarro
e do halito doce do meu fiel uisque.
E mesmo na sua ausencia ainda estou do seu lado.

Pode crer, desculpe, esse meu velho habito
de amar com um amor que se custa entender.
Vai ver, nem sei, talvez eu ame um amor
de uma aneira que ainda não foi amado.

Agora eu lembro:
Mãos nos bolsos e na boca um trago amargo,
pra fazer cenografia a fumaça do meu cigarro.

Eu tenho escrito: amor, amor, amor!
Do pouco que sei e do que sinto que causei,
o que me resta é isso. Sentir é o desejo do sonho.

Nenhum comentário: