Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 1 de março de 2013

Dica da semana:


Romance policial passado em Santo André é aposta de jornalista local



Livro será lançado em 14 de abril, com noite de autógrafos.

Será lançado no próximo dia 14 de abril (quinta-feira) o livro O Enigma do Cordeiro, do jornalista andreense Eduardo Kaze. A festa ocorre no Toni Station Gastronomia & Bar (Rua Antônio Cardoso, 955, Santo André), a partir das 20h, com presença do autor e noite de autógrafos.
Publicado de maneira totalmente independente, O Enigma do Cordeiro é o primeiro romance de Kaze, que atualmente trabalha com jornalismo impresso e é pós-graduado em Ciências Sociais.

Sobre o livro
Um assassino está à solta em Santo André e há somente três pessoas gabaritadas para pegá-lo: Benjamin d´Fausto, Domênico Digonnez e delegado Adriano Dias.
Com pitadas de humor, aliadas a uma profunda pesquisa e intensa imaginação, O Enigma do Cordeiro apresenta uma Santo André assombrada por um terrível serial killer. A cidade torna-se, assim, personagem numa trama de suspense que mantém o leitor fixo e atento a detalhes pouco percebidos em meio ao município andreense. O marco zero, o Museu Dr. Octaviano Gaiarsa, a Biblioteca Nair Lacerda e até mesmo a Vila Histórica de Paranapiacaba ganham vida nas linhas de Eduardo Kaze.
Tratado em dois tempos – passado e futuro – o livro remete às histórias clássicas de detetives, mantendo a contemporaneidade da atual linguagem literária, com trechos curtos e de fácil leitura.
Um diferencial deste livro é o fato do leitor poder  acompanhar a trajetória dos personagens nas redes sociais e ajudar nas investigações.  Antes do lançamento será possível curtir a página dos personagens no Facebook e ir acompanhando o caso. Após o lançamento a história continuará na internet como se fosse uma breve continuação do da publicação.

O Enredo
Domênico Digonnez é um detetive aposentado, atormentado pelo ócio e lembranças de sua última aventura ao lado do professor Benjamin d´Fausto, com o qual, dez anos atrás, perseguira pelas ruas de Santo André o assassino autointitulado Cordeiro.
Um bilhete proveniente do delegado do 1° DP andreense, Adriano Dias, o convoca para um encontro no qual uma aterradora notícia lhe é dada: O Cordeiro está de volta. Dias quer Digonnez e Benjamin d´Fausto auxiliando no caso.
d´Fausto, ex-professor do Centro Universitário Fundação Santo André, porém, está bêbado e decadente, afundado na melancolia por ter fracassado na prisão do Cordeiro há uma década e, ainda, ter perdido seu grande amor na ocasião, a psicóloga Evelyn Weber.
O retorno do Cordeiro traz à d´Fausto novo fôlego e o trio se junta, passando a investigar os atuais delitos do assassino que, agora, deixa passagens bíblicas nas cenas dos crimes para demarcar sua obra.
Simultaneamente, um jornal local, o Vitrine Andreense, busca informações sobre a onda de assassinatos por intermédio da jornalista Celine Gatti e seu fotógrafo, José Braz, acrescentando diversas visões da trama e contemplando o leitor com um cenário amplo, psicológico e espacialmente

Nenhum comentário: