Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Dentro de um copo

Um homem veio me falar de futuro e sonhos,
formigas dentro do olho do sol, valsa azul
onde o sorriso do céu gira e beija a solidão.

Certa vez, ele me disse, certa vez eu fui como você,
agora a lua alcança uma outra cidade,
longe onde o verão cegou os sonhos...
Certa vez, eu fui feliz e dancei todas noites por um ano.

Lembre-se meu jovem, ele seguiu dizendo e o acompanhei,
ouvi ainda uma vez seu sorriso e entendi...

Dentro de um copo, no tempo de uma garrafa,
então as borboletas vieram até o o porão,

era verão e dormíamos,
era verão.

Então o velho homem acendeu seu cigarro,
olhou mais uma vez ao redor e chorou.
Ele era apenas lembrança, anjo do passado,
movido a recordação.

Somos uma ideia ele disse,
vaga lembrança de algum menino,
feito nome que nunca ouvimos.

Nenhum comentário: