Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sábado, 15 de dezembro de 2012

Hanukkah

As luzes estão dançando dentro de um cinzeiro vazio,
nenhum cigarro agora, auto-controle,
determinação devorando o que o passado deixou...

Em um capitulo eles estão juntos...
Agora o medo andando sobre as águas,
multiplicando pães e cerceando as lembranças...
Sim as datas são punhais afiados com a dor

Um antigo herói visitará o mundo,
ele quer retornar agora,
injustiçado como um santo,
limpo como uma metáfora...

Parece que estamos retornando ao lugar sagrado,
mas dói tanto se desfazer dos vestígios...

Meus passos retalham a alma,
a alma quer amar,
o amor quer liberdade

Agora todos me olham,
Agora a rua se inclina como se toda a extensão
fosse uma esquina, fosse um suspiro ou a possível cura

Um beijo e então a chuva
A chuva e então um beijo

Não se afaste enquanto contamos coisas,
não se assuste com os meus segredos...

Uma versão melhor, dentro das luzes,
na noite das luzes, uma versão melhor,
enquanto os ratos fogem, as velas acesas
e a esperança em cada taça, melhor assim,
uma versão melhor, dentro de um livro,
curado como uma toalha limpa e quente...

Dentro de um cinzeiro vazio,
o zoom in recua, a vida prossegue,
querendo seguir e segue...

Lembro de ter sonhado,
essa noite é a noite das luzes,
não importa quem ignora ou desfaz,
essa noite mais uma vez as luzes,
desde a libertação, desde a graça...

Nenhum comentário: