Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Botas de combate

Então todos estarão lá...
Pedaços de cor girando na poesia que se esqueceu...

Tanto pode ser dito,  nos espreitam o céu e o sol.
Um sonho, um lugar, a vitoria e a dor passada.

Elefantes de papel cantam as flores que se escondem a sombra,
não é a hora da estrela, a fuga veloz da noite, espalhou uma voz,
poeira do tempo que poesia não vai libertar.

Exércitos de amor, como um canteiro onde a vida engole a paz,
filas de contentamento barradas no guichê da esperança.

Todos estarão lá!
Meu sonho, como fosse o sonho de todos,
meu caminho ao som de mil outros passos,
a vida preparou um vestido para esse dia.

Botas de combate, cansadas de marchar,
canções de guerra, apenas lembranças.

Estarei lá, vocês também de alguma maneira,
a mão forte um dia descansará no arado,
no torno ao turno suave de sua classe e gestão.

Quando a vida for apenas vida,
os dias serão como a poesia.

Então todos estarão lá,
um homem amará uma mulher,
do amor um filho,
esse filho não morrerá em uma guerra.

A poesia mais bela virá,
quando não houver necessidade de poesia.

Nenhum comentário: