Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Aquela capa

Já nos conhecemos, você diz.
Atravessa a rua, sem cerimonia,
não existem razões para olhar novamente.

Meu chá quente, faz sala para o cigarro que fumarei,
inútil esperar pelo que é livre,
o que é liberdade apenas segue adiante.

Enquanto chove, lá fora ela deve estar, la fora ela deve estar...
Agora que já não existe vestígio algum,
agora que restam apenas vagas lembranças.

Subimos tantas escadas juntos,
descer cada degrau é desfazer os pontos,
na espera caudalosa pela dor que virá.

Então peço:
Podem embrulhar o mês de outubro, a palavra maçã,
o cheiro e o sabor dos morangos, os passeios ao luar,

também podem levar cada um dos meus olhos,
as memorias, as casas planejadas, as cadeiras no quintal, varandas,
primavera, circo, bosque, parque e o amor.

Nesse viagem também podem levar disco do Milton Nascimento,
podem levar todas as canções, abraços e beijos, os casais que se despedem
e a palavra adeus, bem como toda a carga que ela possa representar.

Vou me afogar na massa, braço erguido, palavra de ordem,
marchar, combater e recitar, crescer, gritar, chorar e beber,
vou me entregar aos entregues, aos últimos, aos perdidos,
quem sabe entre eles numa esquina te encontre,
pedaço de mar, revisão de provas semestrais
e almoço de domingo...

Podem me levar tudo, que todos os trens partam,
diante do meu olhar atônito
já não há mais você aqui, então não deve haver aqui,
daqui em diante, meus discos do lennon,
minha capa do dylan, podem levar...


Nenhum comentário: