Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Parisiense

Eu vou te dar a mão pra ir ver o sol
e sair dentro da tarde pra dentro do seu olhar

Sua voz entoa a minha canção
de uma maneira que a poesia não descreve

Então se eu chegar um pouco atrasado
peço que espere um pouco,

mas se eu me adiantar,
sem pressa, eu posso esperar...

Se o sol em seus olhos o dia vem ancorar,
em seus beijo, o meu carinho quer
nas ruas com seu nome e perfume seguir...

Eu vou te dar a mão e ir lá,
que agora é bem aqui

qualquer lugar que der eu vou e mesmo assim
na hora e ate na noite anterior, já estarei em sonhos...

Seus passos lindos, seu olhar raro e sorridente como a liberdade
e então eu vou ai, rosa na mão e algum truque que aprendi por você

Corro vagão, se o trem descarrilhar,
faço poema, roubo rosa e chego a tempo

Pode crer eu chego a tempo e vou ai te ver
quero te dar a mão e esquentar seu rosto


Se o sol em seus olhos o dia vem ancorar,
em seus beijo, o meu carinho quer
nas ruas com seu nome e perfume te chamar...





Nenhum comentário: