Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Parideira ( verso da dor sem ritmo)

Se os dias com a vida se vão
e a sorte é apenas uma noite apenas

Espero aprender a tempo que abrir os olhos
é parte do nascer do sol e assim conviver com isso

Quando se volta para casa em um dia como esse
mãos nos bolsos entre os cigarros e as canções na cabeça

Nenhum carro vai dar carona e o ultimo ônibus passou
ninguém pode entender a natureza dessa maneira

Como fossemos moedas esquecidas
e o menosprezo não nos quisesse com sorte

Eu apenas olhei para a noite e dentro dela andei
uma criança me sorriu e acenou
eu apenas entendi que isso significava sorte

em minhas mãos apenas a escuridão vazia de uma quarta-feira
mas lá no fundo uma esperança maior acende e sorri

Pois recordar é um parto
e os pratos postos a mesa

Não seria uma conclusão
mas é uma completa certeza.

Nenhum comentário: