Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Um soneto para Maiakovski

Saiba meu grande amigo
a noite mais constelada assistiu tua historia
e é com os olhos infinitos que teu canto ecoa
no ecoar das noites que a eternidade grita.

Pois teu canto, cantou a vida
e mesmo ali pequeno diante do amor que é besta feroz
ali ousou propor em alta voz um outro amar
pois teu brilho e loucura ensaiavam ser como o mar

Teu destino me guarda
eu que por vezes canto de teu canto com minha voz inata
para (quem sabe) ao amor com humanismo encantar

Se uma bala foi o cometa em que teu peito urgente
aplacou a fome desse seculo, essa ânsia de viver...
diante de nós o seculo 30 te verá renascer

Nenhum comentário: