Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Trajeto

Engraçado como me sinto anestesiado pelo tempo, já não fluem mais os sentimentos... Como se em algum ponto eu tivesse me esquecido do jogo e abolido as regras, deixando de lado a coragem e a determinação em retornar a sentir isso, sentindo assim bem antes de realmente encontrar. Já não há mais nada, restou a quietude e esse vazio nublando meus dias, feito placa de cidade reclamando um bem-vindo ao tanto fez, tanto faz. 
Ela vai sorrir e eu vou responder  por educação com outro sorriso. Vai ser engraçado e talvez  nem seja, pois vou esperar quase ansioso pela dor, mas agora só há indiferença dentro do vão cinza dos meus dias...
Mas e se o acaso assim quiser, por fim ocorrendo a entrega, sendo por fim mutua e simples como uma chuva que se num instante traz a descrença no outro mostra que o seu cinza era apenas a pré-estréia de um céu de baunilha o que farei? Até agradecerei ao incidente, mas é tanto ceticismo que nem cogito isso como acontecimento, apenas em minha mente, fora da realidade, nada dialoga com essa esperança, nada vai mudar meu mundo e eu vou seguir...
É engraçado como me sinto anestesiado, parece mesmo que em algum canto do cosmos, alguma força pretende recolher meu espirito como exemplar dessa geração, e a anestesia é apenas para me poupar de outros sonhos, que caso não estivesse tão dopado, eu me daria ao desfrute de sonhar e amar, mas hoje não. Agora não, pois no meu horizonte tem escrito uma placa e a trilha sonora é uma set-list densa, tudo para dizer que: a vida não fazer sentido, e isso faz parte do sentido que a minha vida assumiu pra si.

Nenhum comentário: