Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Tundra

Sei muito pouco agora
só me restou essa canção
e parece tão gasta e pequena

Sempre o mesmo amor
sempre a mesma angustia e essa fome

ela vai voltar
ela vai voltar

Eu olho da varanda e lá no meu jardim
que é o reverso do quintal a chuva cai
e molha igual
qual fosse apenas minha visão turvando

Mas eu digo não
e é não e tudo é tão proibido e o castigo
é saber e não poder evitar
antes mesmo de agir ou acontecer...

O amor voltou e dessa vez
não estou falando com você.

O amor voltou e dessa vez
descendo escadas ou por elevadores
assim voltou dessa vez

E como doeu aceitar
todas as respostas ja bem gastar
não sabem mais cantar
dessa vez o amor voltou
eu posso ver do meu quintal
e eu sei só ao adivinhar:

Vai chover o ano inteiro
mas a lua tão linda
lê o recado e sabe...

Não é mais necessário estar só
e nunca foi necessário estar só

Crianças brincando na areia dispersa do tempo
e a espera durou até ali
e a espera era apenas estar aqui
e nós estamos assim
e isso não era para ser
mas é agora

sim isso não é mais com você...

Nenhum comentário: