Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 24 de julho de 2012

Lupando...

O verão tem tantas possibilidades
então aquilo seria apenas
mais um caminho
e não aquela jornada

O amor não durará pois não durou,
você podou ainda criando flor.

Sim, circulo feito o vento: entre alamedas e bares.
(Chutando latas que um dia estiveram cheias...)

As luzes, todas as luzes,
pois a lua é o sorriso da noite
e hoje o céu gargalhava
sua tonalidade pálida e lunar

Em horas como essas, me imagino gigante
entre os do presente. E em tributo
ao encanto que você me exerce
quero erguer uma cidade com seu nome:

Ali naquela cidade  ao se olhar o céu da noite
só se terá a visão dessa mesma lua por sorriso.

Tudo tem seu nome
e seu tom pálido e lunar percorre
o mecanismo por dentro da beleza

O amor se escondeu dentro de meus livros
em um canto da estante que agora não posso alcançar...

Todo esse jogo me cansou...
Todo o jogo cansou o amor,
assim cansado e em recuo

Sem sequer folhar,
seu descanso foi definitivo...

Agora é o retorno e me enfeito
do que tua fantasia me proporciona.

Já não existe mais Lennon
então é bem tarde para uma Yoko.

Seu gesto anuncia um reinicio,
mas agora nem pode ser como fosse o inicio.

Nenhum comentário: