Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 15 de julho de 2012

June Carter

Eu a amo com tristeza,
em meus gestos carrego a fome
do miserável cujas migalhas desatentas
já não encantam, apenas trazem culpa
por sentir que a carestia
é um estado natural...

Como um cego adivinhando o valor da esmola
assim em cada ato quero antever  uma intenção,
um pecado por inventar
ou uma maneira nova de me ferir
e como tenho sido um mestre
em me tornar uma cicatriz
em cada gesto seu
as vezes só ao imaginar encontro a navalha
cega que anseia me fazer sangrar...

Enquanto chove  tenho esperado o sol
feito iluminar fosse prenuncio do verão
e venho te esperando e tenho visto trens e
as vezes entrado em alguns deles
pois cismo em ver na partida uma razão ou resposta
como se dizer adeus fosse um obstaculo e
quando para você é tão somente um habito.

Eu já nem sei mais,
como se o passado promissor salvasse o meu futuro
e o presente inquieto pedisse por informações,
eu fosse o único a talvez ter certeza.

Então eu canto a traição de um amigo e
a premeditação de uma loucura banal,
como se a vida sendo uma venida
se mudasse em sua rua e todo canto fosse o seu lugar...
Eu me pergunto como se eu sentindo, já estivesse em casa...

Nenhum comentário: