Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Sem esperanças

Apenas decidi não tentar mais
retalhando meus passos com dor

Me desfiz do quera doce quando tornou-se dor
bem distante eu ouvi uma canção sobre o céu

Era apenas um ecoar das preces não atendidas
olhando para o breve instante do adeus
se refazendo uma vez mais 
pois ainda insisto em querer seguir

Tenho um sinal e uma oração
um coração sem fé não pode amar 

Essa era uma canção de amor
e agora é apenas uma descrição da ferida

Como uma gaivota que o tempo desfolha
sigo dentro do outono mais quieto

Saiba eu me senti vivo aquela noite
como se por um ano eu dormisse 
e você me acordasse...

Desligue os olhos e desfaça os passos dados
estou sentindo essa dor como uma lamina fria

Estendi uma bandeira por três metros de extensão e nela se lia amor
agora apenas uma canção sobre a dor sobrou

Nenhuma oração foi atendida
enquanto você dorme em seu lar
estou apenas tentando entender os erros

Me deixe um pouco por aqui
afinal essa é uma canção de amor

Me deixe um pouco por aqui
afinal essa era para ser uma canção de amor

Me deixe um pouco
Me deixe um pouco

Nenhuma oração foi atendida
e a graça por alcançar era o seu amor.

Nenhum comentário: