Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 22 de maio de 2012

Todos os nomes

Ela vai chegar, por trás do monte eu quase vejo
o que é sonho e as vezes pode até não ser

Ela toda alva feito um sol dentro do peito
que meu peito faz bater desintencionado

Quantas léguas ou dias?
Mais de um mês entre nós dois
Guardo rebanhos feito gesto sonhos
É tanto delírio que o acordar é bem depois

Quantos nomes por chamar,
por qual deles você vem?
Deus me livre não chamar,
não há sorte e nem  dezembro se você não vem

Espuma sonora que vento vence
Clareza entoada no gastar do céu

Quero morder tua imagem
e tragar teu cheiro
Cheio de cores quero te visitar
certa manhã na orla da luz

Repleto de luares bater tua porta
e louco te chamar por tantos nomes
um deles é o seu e por algum há de atender

Ela vem, posso quase sentir,
seu cheiro de madressilva
e o barulhinho de seus passos quietos e doces

Atravessando o mar ou apenas rodopiando na rua,
é pouco e talvez escasso, tão raro e comum

comumente é assim, toda vez tem que ser assim
chamar eterno o que nasce eterno e as vezes é o fim

Mas me deixo com esperança, na mesa uma maçã
na cabeça uma imagem, no meu teu nome
e a vontade de dizer, que toda a cidade é pouca
todas as ruas são pequenas e mesmo a vida sendo serena
as vezes esse nó azeda e fica apenas a açucena sem galho ou raiz
querendo beijar cem mil sóis,  se camuflando de lua em um triz

Ela vem, sim eu sei
não sei muito mas posso sentir

Que é ela ali alva e quieta
sorriso timido e olhar que quase não diz

Mas como diz
e bem sei, suponho
quero crer na reza
e entender o que diz

Teu silencio é harmonia e afeto
teu olhar é cena e é cor

Sei teu nome agora
mas para tanto me bastaria apenas
te chamar simplesmente de amor.

Nenhum comentário: