Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 27 de maio de 2012

Seu lobo

Como se as vidas escalassem uma onda
contra a maré que nos envolve e lança para fora

anulando os papeis descartados
destinos descartáveis

constamos em cartas sem destinatários
planos para o futuro
planos para o futuro

Mãos se apagando ao pavimento das ilusões
pescaremos mentiras na orla das semanas

Enquanto iluminam o que está visível
o que é oculto se preserva como esquecido

Abrindo caixas e observando o resultado
os vinis e o acetado derretidos na amnesia
de quem já não sente mais
pois se incomoda em sofrer

Os pensamentos se exilando na cercania vizinha
rolando em filmes do passado como ideias ignoradas

Não constam mais entre nós
Não temos registros de sua passagem por aqui

Sem as cores e os odores naturais
ossos arquivados no catalogo

quem antes marchava em fardas
hoje repousa em pijamas e clichês

Segure a voz antes de seguir
pegue minha mão e venha aqui também

Aqui é tão alem
e alem é um bom lugar

Passearemos  pelo parque
enquanto seu lobo não vem

Pode ter certeza que um dia ele acorda
ligeiro feito sua antiga força
como em nó de forca ele vem

E seus olhos sérios e medonhos olharão nossa alegria
e no embalo repressivo de seus comparsas
ele um dia nos detém...

dentro dos sonhos onde repousamos
esquecendo o peso da luz dos dias
acordaremos quando ele despertar
e toda a vida estancará em pus e sangue
feito uma triste e cinza ferida.

Somos manchetes e sequencias tão batidas
não pesa o necessário o rigor da nossa poesia

ele virá
sim o seu lobo vem
e pode se preparar chorando
o que vamos chorar

Mas tudo bem vamos sair
e aproveitar o dia
gastar a rima que alimenta a poesia
enquanto seu lobo não vem.

Nenhum comentário: