Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Roedores Londrinos

Meu lugar é ao lado do seu
sem sentimentalismo e é apenas isso

Um sonho tão sonhado
um sonho gestado em riscos

Numa cidade antiga roemos a corda
ficamos por um fio recorda agora?

Descendo a rua até a próxima dose
o mundo prismado in close

Nossa corrida é uma aposta
contra o destino que nos rouba a sorte

É tudo tão sujo e pequeno
a doença que nos embala suaves sonhadores

Encantadora razão de morte
pois a chuva vem lá e a noite também

Falei sobre feno e campo
cantei luzes e o amanhecer
todos os sonhos são sonhos
mesmo os sonhos onde te sonhei
antes um pouco de te conhecer

A bordo é onde se naufraga
transborda o papel de poesia
fresta por onde um menino sonhava

Roubei seus mantimentos
furei seu bote
ignorando o sentimento
que é vida e também pode ser morte

No minimo o infinito
no minimo um horizonte

no campo os ventos
no peito a ideia

Na cabeça a dor
no peito a dor

Somos ratos brincando no feno
embriagados de morte
brindaremos com veneno

Nossa alegria é tão simples
simples nupcia do vento...

Nenhum comentário: