Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Baikal

Minha miséria deitou-se em campo aberto
arrumei meus cachos e a gola do agasalho e segui

Ainda posso ouvir um nome voar e voar
minhas recordações são pássaros de ilusão

meus dias remam para o mar
em um lago sem acesso ao oceano.

Quero te ver na tv ou no cinema
te escuto até na terceira faixa do lado b
sua voz é uma estação sintonizada ao luar

Fiz desse verso um hino e hasteei meu caminho
para adiante onde a tristeza surge e avança

Meus dias mergulhados em uma semana natimorta
entre repartições condicionadas a frieza.

Ninguém pode entender mas eu sigo explicando
mesmo em noites como essas te imagino ainda

Pois a força não está em esquecer ou resistir
mas é apenas aprender a conviver com a dor

dissemos adeus e seguimos
estou andando em círculos
ronda infinita onde gasto meus nervos e escrúpulos.

Nenhum comentário: