Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Você disse que as estrelas correm para um canto
onde o dia não alcança e nos acorda dos sonhos

Eu prefiro acreditar em papeis em branco e acordos
na verdade prefiro seguir na garoa fina e noturna
enquanto os pensamentos embalam meus limites

Sem guia para uma viagem leal
eu aperto o passo diante do luar
e ao meu redor algum perfume

Certa noite eu te vi assim sozinha na estação
e era verão e isso foi na semana passada

Nada mudou realmente em mim
parece que retornei ao estagio inicial

como uma estrela no céu que na verdade é o cosmos
eu brinco com a luz enquanto o vazio me rodeia

Estamos gastando uma racionalidade escassa
Estamos brincando com a possibilidade

Era verão quando te vi e isso foi semana passada
juntando os fatos e colhendo as recordações
na rua eu ainda ouço seu primeiro anuncio
dissemos adeus e era verão e isso foi semana passada

Jogos onde a dor é uma regra e uma principio para os finais
segundas e terças, quartas e feriados
estou falando com o calendário

para lembrar daquela construção onde te achei
e daquele livro antigo onde achei um bilhete seu

Sem razões para isso agora que passou
e isso foi semana passada dentro de uma mentalidade certinha

Dentro de uma certa razão descompassada e retardatária
por tóxicos efeitos de luz e perfume eu vejo o sol sair mais uma vez
para um lugar onde as estrelas vão cansadas do dia e seus turnos

Semana passada começou o verão e eu pus na sacola umas coisas
as estrelas juntas em um recipiente de auto-complacência e vodka
e a ciência  absurda de transformar o amor em nada
e a amizade em esperanças de ter comigo alguém

Estou só em um lugar onde a lua vai
e lá é aqui agora e aqui você não me alcançará jamais...




Nenhum comentário: