Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Quieta atenção

Cuide em não correr quando eu for ai
bem perto é só desculpa quando se quer ter
o que se pretende ver e eu  bem ai
vai ser só pra dizer o quanto eu perdi...

Me deixe bem e aqui posso ver
o quanto eu quero ter e se for pra ser
cabe só dizer por favor não corra
se aflorar deixa seguir  como for

Preciso colher com meu pensamento o exato lugar
onde a palavra se esconde da dureza do tempo
e despertando eu sei que qualquer bar de esquina é bom
terrível mesmo é quando aqui não tem você menina

Toda nuvem esconde atras do céu
seu nome esperando um significado em alguma formato
Recheando o jardim de crianças que olham o céu
o futuro é mesmo com uma floresta de cores e rendas
Você me fez crer e eu quis crer
só não entendo muito bem sua fé inteiramente

Atravesso a rua com minhas ilusões e o sonho
Mas o sonho parece ter tomado um outro rumo
meus pés queriam saber seu endereço certinho
conversei com uma astróloga sobre as possibilidades
e ela disse: alguma chance mas ela mora em outra cidade
estamos indo a um lugar legal e ela fica lá quieta...

Sem uma razão central ela com seu vestido
e eu ali com minha camisa de algodão e terninho
Pode parecer clichê mas é sincero
no mundo da mentira a verdade soa como ficção

Luzes baixas e uma criança chorando
músicos e suas musicas e nada me convence agora
nada reinventa o circulo girando que ecoa em mim agora
não teve graça quando acabou e agora é um novo inicio

Sem festas ou motivos reais para estampar um sorriso
meu olhar dispara um torpedo de indulgencia

E ela esta sorrindo agora e como posso não sorrir agora
voltamos de uma outra festa e não parecia legal  voltar

Ela está realmente tão linda vista com essa luz
sim posso adivinhar desenho em nuvens e ela acha isso genial

Andar para pensar 
dentro de mim as ideias confortam
como desenhos infantis 
em um lugar inocente e limpo

Faço de mim um intervalo entre o tempo e o espaço
sem crenças reais ou imutáveis apenas a esperança.

Um comentário:

Anônimo disse...

fala o que vc falou!