Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sábado, 7 de janeiro de 2012

Parabéns

Eu penso todo momento
naquele que possa ser
o melhor momento
para te dizer aquelas coisas
que comigo aqui ficaram
e são justamente aquelas
que não quer  mais possuir

Vi tudo o que era bom cair ao chão
ruir todo o amor em suas mãos
me fazer por fim chorar de vez

Toda vida por dois sem mais findar
nem mesmo esperanças ao voltar
nem mesmo esperanças de voltar
e nada alem e aqui vai acontecer
me deixa aqui bem só e pode ir
só não faça ruir com seu cinismo
aquilo que eu ainda sinto e vou sentir
tudo que eu ainda posso sentir

Eu quis me atirar ao chão
ao ver ruir minha vida em sua mão
me entreguei demais
e agora sei
que todo o erro é meu eu já bem sei
você me fez feliz e agora por fim
por fim sou eu e essa solidão

E as noticias que sei de você
me fazem crer e sem mais
que longe de mim é até bem feliz
longe de mim agora é sua paz
junto de outro alguém
e aqui é alem e já passou
ficou comigo esse amor
pulsa forte e as vezes causa dor

Pensei que eu podia superar
abraços e estrelas junto ao mar
passeios por onde devo andar
sem vontade, inicio, meio ou fim
agora esse amor me pegou de vez
tudo que quero agora é ir ao chão
sem seu olhar
sem seu amor
pensar que um dia estive em sua mão
amor é com amor que eu digo não

Pensei que fosse algo que se superou
pensei que eu iria superar
mas ainda pulsa forte
e causa dor
parabéns você sempre terá o meu amor
todo esse imenso e terrível amor
agora pulsando entre os mesmo fatos
o que me fez sorrir
hoje me causa dor

Um comentário:

Janaina disse...

Um dos poemas mais tristes e sensíveis que li aqui.Espero que esteja tudo bem contigo moço