Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Ode ao seu sorriso

Para chama-la minha voz se troca 
com a terrestre matéria das flores
tocando a essência luminosa da lua
quem sabe os campos  se estendam junto ao vento
para alcançar a magica de sua alma
com o encanto silvestre e súbito que te faça suspirar
diante de minhas recalcitrantes palavras 

Para alcança-la meus pés se mutam em primavera e estrela
e perseguem passo a frente das horas 
o destino humano de seus beijos
Minha poesia já não basta
Minha poesia quer tornar-se mão e boca
para tocar a juventude litorânea de tua carne com amor e sede
e fartar-se da luminosidade  de seus olhos verdes

Repleto de paixão meus pêlos seguem 
dentro da noite  entre as ruas e bares e casas vazias
te recriando em cada fase ou flerte
sua presença é a conclusão do meu ser em poesia

Doce menina que canto o teu encanto me tomou
tornando assim o poeta em seu próprio canto
e a poesia que canta é o panfleto desse amor

Um comentário:

Camila Fayad disse...

Lindo!