Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Incompreensivel para os mais liricos

Não chegarei no céu nunca
talvez as portas do paraíso nunca se abram para caras como eu
eu sei muito bem como é esperar e esperar
foram anos ate aqui e n final
eu sei que não vou para o céu
o paraíso não aceita caras iguais a mim

dentro da noite o frio acaba com nossos sorrisos
desculpe vou fazer a curva agora
todo esse tempo apenas pensando se é permitido estacionar aqui
mas no final a festa acabou mais cedo para quem desejava não acordar

Tenho medo de todos essa noite
luzes ameaçam meus olhos dentro de quartos sujos demais
adoeço cm corpos iguais ao seu
com almas que nunca me salvariam como a sua
desculpe
eu sei que não vou para o céu
o paraíso não aceita caras iguais a mim

ruas e mais ruas
escuras e vazias
apenas filas apenas
ninguém vai me convencer que tenho chances agora
por isso naquela noite eu sai com meus amigos de sempre
enquanto todos bebiam nos saímos para outros lugares
enquanto a vida seguia tudo se perdia

eu sei que não existe salvação para mim

outros corpos iguais ao seu
outras almas que não são capazes de me trazer a salvação
nas outras ainda busco você

aquela ideia que era um sonho

Lembra eu sonhei por você?


Nenhum comentário: