Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Essa não era para ser uma poesia para você

Nunca entenderão o amor nos meus olhos
pois nunca descobrirão 
quais esperanças me mantem ainda vivo
parece mesmo que troquei a logica
pela poesia
e sigo assim cantando
como se minha voz fosse um refrão
mas não
mas não
não é
e pouco adianta falar
mesmo se eu gritar com força
e meu grito cismar
atravessando quarteirões
em busca de um lar
vai ser melhor
eu posso ver
como quem olha
e não quer
crer
que
 qualquer lugar
é como a lua
e se eu quiser
só atravessar a rua
para
dentro de
um
minuto
ou
dois
tocar na sua casa e dormir no seu quintal
fazer canção em suas datas
e bancar o sentimental
te chamar por outro nome
não vai me fazer
menor
e
sequer
te enraivecer
eu corto a rima
com saudade
é verde
feito
o
seu
nome
de
verdade
mas eu jurei
não dizer
seu nome
verde
verde
sim
é verdade

Nenhum comentário: