Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Perfeitinho

Enquanto o dia corre dentro de um girassol
as horas imitam uma luz quieta no canto da sala
parece mesmo que estamos saindo com outros destinos
uma nova estrada se aponta como faca cega
sem chances agora não é mesmo

Enquanto voce olha os dias dentro de alguem
eu me deito em outras camas
e acordo sempre em nosso lugar predileto

Reinvento sons dentro de uma cicatriz
como se as noites cuidassem de mim
numa canção qualquer ouço a voz
tudo indica que o sonho não acabou
mas eu sei que é impossivel sonhar
crianças brincam no quintal com as cores
num aceno triste a solidão me chama para o verão

E eu pensei que haveria salvação
mas como voce disse são apenas boas recordações
Sentir a ausência de momentos e pessoas não é o dos melhores sentimentos...
como voce mesmo um dia disse

Tento guiar minhas palavras para um outro canto
como se a vida existisse fora da realidade
uma palavra apenas eu ouço em sonhos
e como não entender que a vida parece um sonho impossivel agora

Começo uma revolta em meus lençóis
lugar onde se deixou partir em algum domingo
me deixou aqui e agora tudo é como um grande lugar
para te buscar distante de tudo como se a vida
não importa mais tanto assim a vida e sabemos porque

nada é mais como foi durante um tempo
acordo dentro de mim como se fosse dentro do azul
uma antiga canção e você ainda consegue
sim eu sei você ainda lembra de mim
suas palavras expressam uma angustia que o coração
não pode sufocar entre os lençóis eu sei 
mesmo a dor que me causa não pode calar a dor
e nós estamos indo adiante nisso como se houvesse razão

por isso quando a canção de uma certa banda vem me chamar
sim eu sinto o verão correr em minhas narinas e dentes
mas mesmo assim eu sei em algum lugar
existe alguma canção que não podemos cantar

enquanto o tempo passa eu sei
todo o tempo pode passar e eu sei
não existem amores dentro da vida
que calem o amor e eu sei bem que tudo é tão certo agora
não mais certo do que deveria estar
mas quando voltar em algum lugar eu sei
tudo vai ficar bem certo
muito mais perfeito do que como agora está...

Nenhum comentário: