Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Isabela III

Como um naufrago eu transitei
em ruas escuras por vezes
o único caminho sensato foi o muro
quantas estações até você minha doce pequena
eu me escondia em rituais de dor e entrega
desconhecia a alegria antes do seu sorriso
eu era da noite como um vago luminar sem razão
até você minha pequena 
até você
pois você que veio para mim
como vem a primavera
cujo o olhar me enlouqueceu
Como pode ser
como foi acontecer
que eu ali assim
fosse ate la 
e visse você
e sem querer
sairmos juntos de lá
E eu nem sei direito como te dizer
e acho que sequer você poderia também
a verdade é que juntos descobrimos
que alem do mundo
existe outro mundo 
e nesse mundo 
somos só eu e você
você que é doce
você que tem esse olhar
você cujas estrelas tem inveja
você cuja beleza eu vou cantar
moça mais linda da cidade
um minuto é tanta saudade
seu beijo é meu sonho
eu quero te beijar
e assim como as flores
como o céu
e como o mar
como o sol cedo na praia
em ti meu quero me encerrar
em seus beijos
seu carinhos
nos seus sonhos mais íntimos
em seus dias
entre seus vestidos
como é doce
te amar

Nenhum comentário: