Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Estradinha melodiosa

Eu andei por tantas estradas
dentro de noites estranhas
eu pus meu rosto para fora
e abracei tantos amigos novamente,
num retorno inesperado
recordações vieram a tona como munição esquecida no cartucho,
sim a beira do caminho eu parei para chorar
e senti as mãos do passado me levarem suaves
para um lugar
onde eu podia seguir
e fazer do meu jeito
e quando eu olho para tudo
nada de bom restou
alem dos dias por virem ainda
Mesmo que eu saiba que vai chover o ano todo
eu vou seguir até onde eu puder ir 
e adiante sempre há algo para se ver
e eu estarei la para ser o primeiro a viver esse momento
eu acho que sou triste
mas as vezes estou feliz
como poder dizer de amor
que não tive
como falar do amor que nunca houve
numa roda gigante do tamanho do céu
eu ouço as nuvens partirem
e o sol seguir
eu não tenho comigo
o que a estrada levou
mas levo sempre por perto
esse vazio que restou
e acho que sou triste
mas as vezes eu fico feliz
e isso faz parte da estrada
que eu mesmo contruí para seguir...

Um comentário:

Anônimo disse...

“Sempre haverá gente que te machuque, assim que o que você tem que fazer é seguir confiando e só ser mais cuidadoso em quem você confia duas vezes.”
“Nunca deixes de sorrir, nem mesmo quando estiver triste, porque nunca se sabe quem pode se apaixonar por teu sorriso.”