Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Soneto aos peixes frescos

Sonetos de amor cujo o mar vem me amar
entre belas ninfas de pêlos claros e olhos verdes
eu como o mar quero ama-las e envolve-las em redes
feliz por quere-las e por tais sereias ser quisto como o mar

Quero ouvir suas vozes na sua voz a cantar
cantos encantados sobre naufrágios, marujo e amar
num breve instante tocar sua canções
beijar suas bocas salinas de sensações

seu olhar verde como o mar mais verde
seu corpo salgado como o mar salgado de tanto girar
como eu quero ver-te pequena porção do meu ser

E quando eu for ai te ver
por favor vê se não esquece de beijar
pois teus beijos minha jovem me fazem sentir como se eu fosse o mar

Nenhum comentário: