Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Navegando em delirio

Eu poderia seguir em meu galeão
aportarei em seus delirios nobre pequena
entre os motins e bebedeiras
eu estarei dentro das ondas revoltas
num beijo apenas
sim um beijo apenas nobre pequena

Como era doce o tempo de nossa embreagues
eu tinha os calcanhares gastos e tropeços de navegar
sim eu sorria dentro de um vaso antigo 
de orgulho e loucura
agora o navio parte suavemente
dentro dos bilhetes que guardei
uma vaga lembrança das  outras
numa chuva de tormentos
eu sou a maré alta chutando o tempo
como uma maldição
eu distraio a graça
com luzes apequenadas
e sigo novamente dentro
dessas hastes enfurecidas de vento
sim eu vou voltar

Voltarei
algum dia
dentro de uma garrafa vazia
serei o purpureo vulto soprando as frases 
junto da maré alta
numa canção antiga sobre amores marinhos
vagarei dentro de suas fantasias 
como um naufrago docemente excitado
serei seu tabuleiro infernal
de cores imorais

Um comentário:

Anônimo disse...

Perfeito... lindo demais!