Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

José e Maria

Estações de trem me querem levar ai
e eu nem sei onde esse ai
pode ser a rua da sua casa

eu queria navegar por outros mares agora
é mas veio voce me chamar assim
e voce nem me chamou realmente
muitos dizem que estou louco
como uma criança pode atravessar a rua
sem uma ideia real da rua?

Estou quieto com meus sonhos
as ilusões me apoiam a cabeça
e se eu por um minuto estiver cansado
fecho os olhos e onde voce estaria agora

eu sei não como dizer isso
voce tem esses olhos lindos
eu não sei como dizer isso nunca
queria inventar palavras

nunca estive contente realmente
meus amigos sentem meus pés chegarem leves ao bar
como se livros de poesia me dessem asas
eu nunca sorri tanto ao lado de alguem
é uma pena voce não poder saber
pois esses planos estão comigo
pena minha timidez aflorar novamente agora

pela natureza desse sentimento
talvez eu não queira me ferir novamente
e sua liberdade é como uma viagem
eu olho o sol e em mim tudo lembra isso
tudo quer me dizer algo e eu não sei o que responder
ela tem esse jeito alegre

eu nunca fiz isso com alguem
eu pensei ja ter feito algo assim
mas eu não sei mais
por onde ando com a cabeça
machucando meu espirito com perguntas obvias
voce não pode me dizer algo
alguma noite dessas?

Eu poderia pagar um taxi até sua casa
ou apenas pegar um trem
dentro de mim seus olhos se acendem
como ocupando meu coração
sua voz quando me diz olá
tem aquele encanto que meu coração reveste
como se um castelo se montasse
eu fico olhando seu cigarro se apagar

como eu gostaria de ser aqueles caras
que conversam com desenvoltura com meninas como voce
te convidar para uma mostra de arte
ir ao cinema ou dividir um jornal
no meio do caminho de volta
te beijar e te beijar como nos sonhos
como eu sempre imaginei beijar alguem
sim assim eu imagino te beijar

Como é lindo te ouvir falar
eu ficaria uma noite
eu trocaria uma noite pela eternidade
por campos de sentimentos
como uma criança apegada aos sonhos
eu só queria gritar seu nome

andando dentro do luar
num carro em caronas siderais
sinto o vento descrever seus traços
poderiamos dar certo eu sei
pulariamos por casas e vilas
fariamos uma festa num suburbio operario qualquer
e assim eu queria dizer tudo
mas fica no misterio
quando o titulo diz seu nome
eu apenas não posso alcançar nada com isso

Nenhum comentário: