Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Complô ( esse poema é a memória de sua vitima)

Quando o sereno vier eu estarei lá
diante das tropas desnecessárias
como um pedaço sem cor do passado
eu recuo dentro de um som quieto
como posso entender
o que aflige meus dentes e nervos
Tenho duas cordas em cada olho
como uma criança sem sono
eu canto um socorro para as estrelas
reclamo seu nome como um hino
vendo sangrar em cada acorde
uma pequena harmonia de recordação
minha pálida presença se embolorando
dentro de festas e ações celebres
Eu já não me conheço
sou um tipo angustiado
amarelo e pálido
 como um guarda noturno
a um turno de outro bar eu me confundo
o seu nome é meu amor
e o amor agora é quase todo o mundo
Eu me abraço a verdes pedras de brilho incomum
tento dar as mãos a qualquer canção que nos faça
sem saber ao certo como me mostrar
afim de escalar o topo que a muito
desde a quase um semana vem me preocupar
por isso não se ria de mim
pois é quase tudo
 tão assim quando vem a primavera
e os sapos a cantar não esperam
por alguém a se preocupar
suponho suas danças e seus olhos  
a luzir verdes
 como faróis rachados
a iluminar o mar a te trazer
Só falta eu ir ai  com você
riscar o céu do seu dia pra dizer
que a paz que agora emana é bem
maior que o ar
Para ver se é possível fazer pensar
que toda tentação
em você
para mim é apenas
te amar
Por isso aspiro frases decoradas pra te chamar
guardando a inovação assim
para quando nosso enlace
for um lar
Seus olhos verdes
são meus versos
eu quero poder dizer
que seus suspiros me fazem inspirar
e desde aquele sábado
só me fazem sonhar
com outro sábado que eu te encontre
e que seja nesse que se encontre
de por mim se encantar...


Nenhum comentário: