Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

segunda-feira, 18 de abril de 2011

remédio que não cura

Senhor -me perguntam - por que sempre procuras
tudo o que nós podemos dar,
sem precisar de caridade;
pregas sempre a verdade pela jura
insiste no remédio que não cura?
será que é assédio, brincadeira ou vaidade?

à minha mulher - se já és tão bela,
e és mesmo tão bonita
por que ainda dizes, disputas e imitas:
sua doce face se perde na imperfeição alheia
a voz é suave mas não escutas
maqueia a beleza e torna feia,
se algo falta, por que esconder o que não irrita?

Este tal, que me inquerem? conheço-o bem
parece ter mesmo muita fome,
pois nada tem
sua barba branca diria que os anos passaram
se foram com as memórias... tudo some;
lhe faltam os anos, não falta o brio
por que ainda reclama passar frio
se sua inglória história já o consome

Pois sim, esse velho faminto
de instinto feroz preso na multidão
é ao mesmo tempo o futuro no espelho,
o presente desespero e depressão;
meu caro cidadão atento e distinto
ele o é o que dizem os impuros da nação,
de nós todos por dentro:
vazios e esquecidos do lado da razão
ambição desconhecida no centro,
abandonado no coração.

Nenhum comentário: