Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Sobre a modernidade

Ouvi meu pequeno filho crescendo?
Parece que le vem de um lugar estranho
e eu continuo aqui onde estava antes
filhos crescem enquanto as montanhas nos ensinam...
Meu filho por onde voce esteve
talvez voce possa me ensinar alguma coisa
o céu é sempre azul
quando o dia está limpo e salvo de chuva?
De onde voce estav podia ver as coisas passarem?
Meu velho pai...
meu querido e velho pai...
Eu estive em lugares
onde o brilho da destruição nos céus
parecia estrelas refetindo nos lagos,
passei por cidades onde a fome tornava todos iguais
e morte nivelava a todos como um unico rebanho,
o senhor nunca sentirá isso meu velho pai
mas eu vi a sombra de deus
enquando ele partia
e ouvi o grito de dor quando os pais enterram seus filhos
e tudo isso meu pai são as novidades do meu tempo
e tudo isso é a velocidade nas coisas que eu senti
enquanto o céu continuava azul aqui
e as montanhas ensinavam sua imobilidade...
Talvez o senhor me entenda algum dia papai...
Meu unico e lindo filho num mundo como o que meu pai viveu
e quando senhor se for saiba
que eu vi muitas coisas meu velho pai
e aprendi mas aprendi amar e ver dessa maneira
aqui onde as montanhas continuam as mesmas
e o céu é azul quando o dia é limpo.

Nenhum comentário: