Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Egocentrismo

Todos os dias eu acordo maior e mais velho
estou me tornando o todo mas ainda sou menor
dentro de mim como um pequeno cancer eu estou
ali dentro comigo mesmo converso e choro
pois sou pai e filho e santo...

Mergulhando no vazio como um astro
me interrogo sobre o mundo
e não sei como dizer as coisas
na verdade algumas coisas são melhores caladas
é no silencio que me entendo melhor
talvez seja melhor
ser meu deus e me entregar
ser meu demonio e me vencer

Quero ser outro e não me trair
quero cotinuar aqui na sala escura
da minha alma e meus medos

Quero morrer a cada hora
e renascer num breve delirio
sorrir ao dançar com o diabo
beijar minha tristeza com força e magia
até ela deixar de ser triste
quero chamar a algria por um nome que a vida atenda
e expulsar toda essa insegurança
no quintal do meu pensamento

Pendurar toda a saudade num postal
e telegrafar para a autoconfiança
tudo que desejo é apenas não desejar tanto
ou querer mais d que eu possa ter
saber entender o quando posso compreender
beijar minha tristeza com força e magia
até minha alegria infectar todo meu coração

Quero esquecer a vida e sair para dançar
poder ter certeza nas coisas pequenas da vida
poder ter certeza que terei as coisas pequenas da vida
e saber da vida apenas por saber
sem querer motivos pra chorar
quando a vida me fizer sorrir

Pois se agora a dor me fere a alma
eu sei que vou voar mais alto que essa ferida
e tudo que até nos pesadelos vem me zombar
sei perecerá e morrerá com o tempo
pois telegrafei para a certeza
e ela confirmou que será assim
e toda dor que agora sinto
não anestesiará a alegria quando ela chegar

Pois tenho um amor que me espera e me quer
e nela está toda cura para toda essa dor
e daqui a pouco eu sei isso vai passar
e tudo que a´te nos pesadelos vem me zombar
sei perecerá e morrerá com o tempo
telegrafei para a certeza e ela disse
que com tempo toda a dor que agora sinto vai passar
e não anestiará a alegria quando ela chegar

Mergulhando no vazio como um astro
me interrogo sobre o mundo
e não sei como dizer as coisas
na verdade algumas coisas são melhores caladas
é no silencio que me entendo melhor
talvez seja melhor
ser meu deus e me entregar
ser meu demonio e me vencer

Quero esquecer a vida e sair para dançar
poder ter certeza nas coisas pequenas da vida
poder ter certeza que terei as coisas pequenas da vida
e saber da vida apenas por saber
sem querer motivos pra chorar
quando a vida me fizer sorrir...

Nenhum comentário: