Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sábado, 21 de fevereiro de 2009

alforria

Talvez disfarcem o açoite

e nos procurem a noite

pra nos convencer que o medo é a via

em vez de chorar, o sangue e o pão

pra quem vê poesia

o futuro não é vão

mas o presente o adia


amor, se eu não mais lhe ver

guarde minha alma fria

amor, lute sem temer

estamos perdendo a alforria

talvez maquiem as feridas

o cheiro podre de vida

a mídia transforme em alegria

em vez de agachar ao lamento

ela sorria

em meu pensamento

não sou livre o vento vigia

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Sobre as vidas

Dizem por ai que esta chovendo demais
eu sei muitas coisas sobre sair sem dinheiro
mas nenhuma sobre como ficar em casa quando chove
voce pode sorrir e beber com seus amigos
mas e então essa é sua casa mesmo?

Existem muitos dias para envelhecermos
e algumas razões para perdermos a paz
então eu não preciso de muito essa noite
por favor me deixe por o pé na estrada antes de voce...

Tenho alguns motivos estranhos para o fim
mas voce deve conhece-los com propriedade
mas não vamos ficar aqui essa noite
não vamos cair dentro dessa teia
somos como amantes entre o pecado e a fortuna

mas a gloria não é um caminho correto
e sabemos o quanto disso é bom
e sabemos o quanto disso é feliz
mas a gloria não é um caminho correto

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Selva mecanica

Ela mora longe demais
tres milhas adiante da lua ou do por do sol
mas costumo destruir meus passos enquanto sorrio

tenho liberdade nos calcanhares
e ela tem loucura nos olhos
parece insanidade mas é apenas vida

ah minha pequena erva selvagem
me deixe controlar o jogo agora
podemos chapar a noite inteira o que acha?

Dentro da estrada num carro emprestado
até onde as ondas não podem ser maiores
diante dos demonios do mar e do amor
preciso destruir meu ego junto a voce

numa rua chamada paixão perto de seu pais natal
por favor eu quero ser morto essa noite
numa purpurea legião de cegos e atores ruins

num barco até a costa pacifica com alguns nobres de segunda classe
herdaremos esse reino agora?
Precisamos realmente desse mundo absurdo hoje?
Voce poderia me perder agora
eu adoraria não ve-la nunca mais...

Criança Santa

Parece mesmo que estamos vivendo num mundo alheio
pobre cultura branca e ocidental
com seus malditos fundamentalistas e afeminados intelctuais
todos deveriam olhar para a porta que aponta para fora
crianças sem decencia alguma molestando seus deuses

pobre cultura branca
com seus intelectuais sobrios demais
poderia sorrir para seu purismo inberbe?

Enquanto todos comem arroz e carne
eu assassino frangos
como uma raposa imoral
no seu quintal!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

o coelho e o relogio

corram, corram, é tempo, é época é momento!!

porque todos estão parados o relogio corre em segundos!!

estão todos dispersos e concentrados fora dos mundos

todos concentrados na ausência de pensamento.

Uns são feito o coelho, estão atrasados, em demasia

sempre é hora de fazer coisas inertes e futilidades em quantidade

por que estar parado? tudo corre tudo se move o tempo invade!

mexam-se pois é urgente sempre emergente, já passa o dia!

outros são o coelho ao contrário: estão esperando nada e tudo

aguarde o som, acontecerá, será maravilhoso! mas enquanto isso reflito

ou o ruído.será bom, é necessário, mas não é possível pois há conflito

ou o silêncio. talvez nos protejamos com nosso mudo escudo.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Panorama RJ

Estou pensando em voce agora minha pequena
pareço com um bode barbudo e semitico
tudo que eu não queria
e agora pareço um rabino ortodoxo
tudo que eu não queria
e agora eu já perdi as minhas contas

Estou seco como um camelo antigo
e triste como uma oração sem esperanças
nada pode me fazer sair agora
e posso ouvir a sua voz minha pequena
e posso sentir sua mão em mim minha pequena
e seu nariz torto e sua boca pequena
e todos os defeitos que eu posso sentir como perfeitos

estou pensando em voce agora
aqui na lagoa que fede
nessa cidade maravilhosa sem saneamento basico
onde trombdinhas e baladas funk tomam meu dinheiro
e atormentam meu juizo de jovem da megalopolis
recheado de preconceitos e orientalismos vocabulares.

Laguna

voce precisa me amar moça de olhos pequenos e escuros
entre no meu carro agora e vamos pra algum lugar
estou bebado demais e são apenas 7:30 da noite
voce não sabe com foi minha semana
faria o papa o melhor homem do mundo
todos os cisnes dançam na minha visão agora

Estou caindo dentro de um paraiso de seda chinesa
pedaços de algodão e fios de luz e texturas me beijam
cartas que eu nunca escrevi com beijos que eu apenas sonhei
toda a magica do pensamento num feixe de ações me batizando

agora como se o sol viesse e saisse de mim
ouço as paredes de marmore e palavras
se dividirem em luz e lembranças

Mas eu estou feliz demais agora querida
feliz pelo fato de minha tristeza te deixar tão forte
feliz por saber que se diverte com minha tristeza
alegre por saber que enquanto a amo
ela apenas a usa

então por favor me deixe aqui quieto
estou triste e só
mas a tristeza é bilhete colado num muro de escola
pedindo apenas para que ninguem perceba.

Hey!

Tratarei de cuidar dos meus vermes no quintal da minha pele
porei cada um deles num lugar razoavel junto as traças e doenças

eu quero rir como um lunatico
até espantar todos os sãos e bons demais

rompi com a normalidade enquanto atiro contra mim
essas medalhas de pura vaidade em seu uniforme

Tratarei de elogiar cada verme com puro mazelo
e os cuidarei com paz e delicadeza

mas não me peçam para sorrir
mas não me peçam para sorrir
enquanto cuspo nas suas feridas venereas
enquanto cubro seu altar de titulos e elocubrações intelectuais
com a mais pura merda que sai de sua boca.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

não fogem?

não sei se olhava para o espelho ou pela janela

mas a cortina alva cobria seus cabelos e seu vestido

deixando tudo tão uniforme e bem curtido

que não havia, nada havia de surpreendente nela

era um reflexo sentada no espaço todo o céu em uma vereda

como não admirar encantado se os pássaros não fogem quando ela chega?

ela dizia: "só cantora, só historiadora, só química e poesia em resgate ao futuro

harmonização contraditória, beleza anímica e carinho e alegria

sou e espero, digo e reitero que só quero, mas unida, tirar a luz do escuro

só tento entender por que cada vez mais toda a aurora se assemelha sombria".

como não sonhar acordado vendo como se estivera de um palácio na antesala

pois sua voz dança e os pássaros não fogem enquanto ela fala!

tudo finalmente brota vivo em minha mente como se real fosse a esperança

e me permite ver que os automóveis e seus representantes ignoram

tudo é vago e apropriado e fugaz que não é adequado para a lembrança

agora vejo que o que tenho e não conheço: as possibilidades se afloram!

como ignorar que há tudo e tudo é grande, mas tão amavel ser nesta praça

pois o silêncio nos faz escutar o brilho, e ver que os pássaros livres cantam de graça!

Aos revolucionarios de biblioteca

Um dia quem sabe
eu volte da maneira que agrada a todos
por enquanto sou isso,
espero que os puristas tenham paciencia

sou o pior poeta que já li
sou o pior cara com quem já conversei
e isso me faz alguem com falsa-humildade
mas tudo bem serei como um monte de gente falsa

Mas tudo bem serei como um monte de gente covarde
e está vindo uma grande chuva
só é preciso observar o céu ou ver alguns se escondendo
mas tudo bem eu vou dar uma volta

e está vindo uma grande chuva por aí
basta olhar para o céu ou ver os covardes se escondendo
mas eu vou ficar um pouco e ver como será
talvez eu veja o fim mas isso não importa

Ouvindo minha musica e tomando meus remedios
estou em paz com minha cabeça e feliz com minha visão
talvez voces precisem desligar a luz e se esmurrarem um pouco
ou quem sabe expandir a mente com alguns comprimidos

afinal a vida é bem maior que um livro
ou uma tarde de punheta mental e pseudo-proto
precisam sair com garotas e parar de parecer com garotas
precisam comer vegetais e encher a cara as vezes

e se mamãe brigar não culpe a luta de classes
ou mate neuronios andando de patins feito uma boneca
cuidado meu caro
cuidado acidentes acontecem sempre

Adoro voces
Adoro voces
mas detesto o fato de vivermos no mesmo planeta
e tambem de durarem tanto tempo assim.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

vaga

Sinto saudades do futuro prometido

das tempestades em apuro, à entrar pela janela

lembrar por quanto tempo tenho o peito dorido

de comparar o crepúsculo com o mórbido sorriso dela

mantém-se sã pela manhã e após torna-se tempo perdido

fui ferido e o curativo recorda e revela

perene chaga, corrente vaga, cantiga bela

sinto saudades da manhã, do futuro e do beijo ardido.

covardia

o dia que não mais precisar atender e ajoelhar

levarei um punhado de algodão colorido em terras férteis

e cobrirei com o asfalto do ar ácido e tornarei-as débeis

assim que não vir mais nem ver só comandar

soprarei a brisa sônica que a inércia impera

e afastarei o lixo dos meus óculos e a misera primavera

passarei hiv para o sangue negro, migrante, ou qualquer contaminar

destribuirei drogas, mercadorias, ilusões, fantasias e ruídos

em confusão, todos serão loucos e normais achados e perdidos

A partir disso, depois da sangria cometerei o suícidio no sétimo dia

Bacanissimo

Caia nos braços de outro alguem amor...

Me faça um favor e continue me fazendo sofrer.
Caia mesmo pois tudo é coisa pouca pra voce.
Eu não sei mais o que dizer.
Voce poderia me fazer esse favor e me fazer cair
Uma mensagem que leio enquanto penso nisso e em mim
cair em si...
Pois então cai nos braços de outros.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Canção para Santiago

Cairemos naquela cidade noturna meu amor
talvez soe como mentira mas ja não posso continuar por hoje
mas devemos continuar mesmo assim
venha comigo minha linda pequena
testaremos nossos limites
dentro dos excessos e ilicitudes.

Prepare as coisas para essa noite
entraremos naquela cidade onde todos nos querem
e todos tem sede igual a nosso
e fome de vapores ilegais
e saudades da poeira boa do marmore andino

estavamos num banheiro publico
alguem bateu na porta
alguem não civil e be municiado com arma e spray de pimenta
ele sabia o que faziamos ali
ele sabia o que deveria fazer conosco
e meus olhos arderam
e seus olhos arderam
enquanto ele nos revistava a procura de algo

venha comigo meu unico amor
dentro dessa cidade todos nos querem muito bem
até o céu abrir e aparecer sol
combatendo nossos olhos mortos e vermelhos
acompanhados de olheiras e uma fome enorme

precisamos disso voce sabe
dizer que não podemos seria um crime
e eu não compreenderia muito bem
então por favor faça as vezes de anfitriã
prepare-se para os excessos
essa noite estaremos naquela linda cidade noturna

Animal impuro

Livre como um cão sem dono e pela rua
alguma bebida barata m faria um cara feliz
ninguem poderia entender como é ser livre
como é ser como sou
cativo de minhas liberdades.

Bastaria um minuto
eu entraria pela portinhola e esmurraria toda sua familia
não olh no espelho seu maldito serviçal moderninho
quero quebrar suas costelas e cuspir na cara da sua mãe

entraria pela portinhola e arrebentaria seus dentes
acabaria com sua madita carcaça androgena e suja
maldito pseudo-moderninho
tenho nojo ds seus habitos geração saude
adoraria destruir seu carro e contar seus segredos imundos!

Maldito não olhe no espelho
sou o demonio chutando o bau de pragas e maldições
contra voce e quem mais acompanha-lo!

Arrebentaria sua cara sem barba agora mesmo
cuspiria na cara de prostituta da suas irmãs papistas
não adianta acender velas para os exus ou orixas
eu vou queimar o pão da miseria antes de levar sua alma
pois sou um cara ruim das cidades que te odeiam

Eu vim do inferno
e vou pular nas suas costas num pesadelo
acabarei com seus sonhos masturbatorios
sou o mensageiro de edipo
então cuidado seu porco traidor
acidentes acontecem sempre!

Itienerario Hedonista de depravações

Quem pode entender tudo isso?Poxa uma temporada de acido,anfetaminas,alcool e depravações de toda a natureza e especie,puro jornalismo gonzo,em busca do sonho americano...Santiago é uma pessima cidade para drogas psicodelicas,pessima cidade para se usdar eter,quando voce põe os pés no solo chileno tem certeza,absoluta certeza,é necessario evitar o eter,mas quem é capaz de evitar uma inalada de eter?Essa substancia maluca que deixa o mais puro seminarisma depravado e bebado como um estudante de antropologia,aluguei um quarto num hotelzinho no centro por dois dias,comprei mescalina,erva,duas garrafas de rum e mais meio litro de eter,tres selos de acido duble-face e algumas anfetaminase e etc,total U$250,oo dolares norte americanos em substancias ilicitas,que me renderiam dançar çegaç,caso fosse pego pela policia chilena.Na cabeça o plano paranoico de descobrir santiago atraves da embreaguês,conquistando assim o sonho americano,dois dias de extrema loucura, interfone ficou fora do gancho por 48 horas, o que me rendeu a doce visita dos seguranças do hotel num incrivel record de 6 vezes em menos de 2 horas,na manhã do primeiro dia.Imagens estranhas como reflexos dos antigos habitantes dessas terras altas vinham me ver da janela escondidos pela cortina verde celestial do quarto,como é bom experimentar erva enquanto se toma um bom banho de banheira ouvindo o som da agua caindo na banheira quente e perfumada...Sensações incriveis exerimentei nesses dois dias no hotel,apos esses dois dias liguei para alguns contatos,gente extremamente absurda e louca,chilenos em busca do delirio selvagem de drogas e mulheres,sem fé alguma na cultura braca e catolica de nossa america,junkies sem moral alguma,saidos de um romance irlandes sobre alcoolismo e imoralidades gerais,ou seja as melhores pessoas qu já conheci em viagens,andamos de um canto a outro de santiago por bares e lugares marginais demais,posso me atreves a dizer que em menos de 10 dias conheci todas as sensações de extase que santiago pode presentear seus visitantes,e senti tudo isso por lugares que me faziam sentir como se eu não fosse turista e sim mais um desses bebados de santiago,aflitos por uma aventura alcoolatra,puro jornalismo gonzo,imaginem que no final de uma noite,resolvemos por não deixar a noite acabar,o que fizemos? Saimos do Pub onde estavamos e ficamos procurando onde beber mais,não conseguimos encontrar um bar aberto,contudo compramos umas cervejas e algumas bebidas destiladas e nos empenhamos em dar cabo do plano,bebemos das 9 da manhã até as 7 da noite.Quando se está num lugar assim,da maneira que me propus a ir,não se espera muito e no entanto se consegue demais,bons amigos representam boas bebedeiras e viagens toxicas,existem os puristas que dizem aos quatr vento que tuso isso é fuga da realidade e subjetivismo demais,contudo danem-se os puristas virgens e com a cara repleta de espinhas,vestidos pela mãe e abstenios!
Eu não sou nenhum messianista,esperando revoluções ou soluções magicas,existe sempre algo de triste na expressão esperar,talvez por que eu pense de alguma maneira que só os fristrados esperam,eu sou só mais um maluco das ruas de são paulo,viajando de um canto para outro do mundo em busca do sonhos mistico e tolo,sem moralismo imbecil ou restrições previsiveis,qualquer palavra agora reduziria o que eu posso sentir,a verdade é que num ponto voce para e vê tudo sem véu,dai percebe que a brisa bateu no campanario e se tornou uma musica que te lembra algo,repleta de uma magica simples chamada recordação.Mas voltando a falar da viagem,voltei do chile numa terça feira ou algo similar,lembro de duas cenas entrandando no avião com a cabeça feita de acido vi um camelo com pernas lindas a quem podia ler o nome Maria,provavelmente a comissaria de bordo,pessima ideia usar acido,mas é sempre uma boa opção...quanto a segunda visão era do céu noturno e da lua engolindo nomes e imagens prismadas,lindo efeito ah... foram dias confusos e estranhos demais um isto de sonho realidade guiados pelos efeitos expansores da mente.
Deus salve o eter!Poderiam aqui contar que estava completamente chapado durante minha quase prisão,por causa de uma manifestação anti-israel,ou que só não fui preso por ter ascendencia judaica e estar em territorio estrangeiro,o que renderia uma papelada astronomica para a policia de santiago assinar caso eu fosse preso,mas enfim foi assim que numa quinta feira quase fui preso em santiago,por causa de uma bomba de tinta que explodimos em frente a embaixada israelensemas tudo bem isso são perfumarias não é mesmo?Nesse exato momento estou em São Carlos inteiror de São Paulo (BR),antes estive no rio de janeiro afim de resolver uns probleminhas academicos ( fazer a segunda fase da federal fluminense),ali naquela terra de alcool,drogas e corrupção,me delicie com as possibilidades de aquisição,aquilo que se pode conseguir com taxistas honestos e cristãospais de familia de constroem essa grande nação ao sul dos tropicos,pó,erva,anfetaminas de todas as especies,e pasmem até mesmo armas,deus salve a grande provincia de são sebastião do Rio de Janeiro,mas é uma pessima cidade para drogas psicodelicasfazer a cabeça de acido na cidade maravilhosa é ter a certeza de uma big bad-trip,mas sou tão cruel e louco quanto um bandeirantes,sou um capitão mor das experimentações boiando em aeroportos e pontos de taxi em horarios de bandeira 2,santa tereza ,a lapa,leblon e ipanema,são ilhas de conforto e balas perdidas,contrastes entre a juventude classe media e dada ao pó e a poesia ausente nas letras de Funk da população do morro que despenca de suas comunidades para entreter turistas vindos do velho mundo,zoologico dantesco e abismal de horrores e fedor de esgoto a céu aberto,uma verdadeira metropole suburbana,como se fosse algo que podia dar mas não deu,talvez pensem que isso é coisa de judeuzinho paulista,viciado e inadinplente dos desejos de ir para a praia,contudo,adoro o mar,mas só que visto da janela do hotel,como paisagem apenas,distante de seus odores de dejetos fecais e outras invenções abjetas e sujas proprias da nossa civilização cristã.Prestei minha prova com uma ressaca e findei meus tres dias no rio de janeiro com uma garrafa de rum roubada do frigobar do meu quarto,que tomei dentro do taxi no caminho para o aeroporto,ingeri um doble face e cai numa viagem estranhissima durante a viagem de 30 minutos,e que se estendeu até chegar em minha casa,e antes do rio ou de São Carlos ou mesmo de prudente,passei uma semaninha em casa para relaxar mas isso é de praxe.Depois do Rio fui para uma fazenda chamada Dona Isolda,que a familia de um amigo adquiriu por esses tempos recentes,malditos judeus azquenazins e seu capital especulativo!Mas concerteza experimentações de chá e mescalina são sempre bem-vindas não é mesmo?Agora estou em São carlos como já disse festas quase todos os dias,aqui no campus da ufscar,na sexta talvez retorne ao Rio de Janeiro,puro jornalismo gonzo,para ver se passei na Fluminense em comunicações e essas por enquanto tem sido as minhas ferias.