Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

arpejo

Como se fora um palco, sobre o prado
arpejava ela seus cabelos em allegretto
rodopiava sob, feito que lhe cobria, um abeto
sua voz dançante era um canto e um brado

eu era a viola que acompanhava-a calado
beija-flores se adoçavam em seus lábios discretos
a luz refletia-se em seus cabelos pretos
lembrava o imediato e me via apaixonado

Ainda via um pouco de harmonia na quietude
que envolvia de prateada esperança e candura
e por tanto a tarde está límpida e perdura
passo a crer que em seus gestos mora a infinitude.

Nenhum comentário: