Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 9 de novembro de 2008

Palaciano

Parecemos fios de seda enfeitando os olhos
tentar agora seria um erro
só encontrariamos nossos passados nos acusando
a hora da loucura acabou precisamos transcender agora
como faremos essa noite minha pequena perola do pacifico
como faremos agora com toda essa loucura contida em nossos corpos

pegarei meu carro até o litoral essa noite
vamos acender a maior fogueira para despistarmos
entraremos naquela antiga cidade de nossas vaidades
com escudos de pretensão e odio impresso nos ossos
como crianças pagãs dançaremos para a lua
até a serpente lá fora invadir nossas almas castas

precisamos de um pouco de insanidade é certo
mas eu sei que podemos transcender essa noite
com toda essa vida apagada não podemos sequer rirmos
a hora da virgem
a hora da virgem
como faremos essa noite minha pequena perola
pequena perola do pacifico transbordando em luz

sim eu sei que iremos causar frisson neles
a febre de nossos dentes fomentará intrigas douradas
terminaremos por nos encerrarmos em prazer e palacianismos
mas não me faça ser nada alem de imperador
não me faça ser nada alem de infiel e carrasco
eu quero acabar com tudo diante de meus olhos

por favor essa noite
entraremos nos lugares de nossa infancia
promiscua de imagens e ideias
como acabar com essas sombras
somos suditos revoltosos no pais dos morcegos
prepare-se minha doce perola de viagens
essa noite adentraremos como barbaros no castelo dos fortes
pouparemos apenas nossa dignidade
a hora da loucura acabou precisamos transcender agora
as legiões do medo enfeitam seus cavalos com nossos sonhos
parecem arvores agora mas adiante nos engoliram jocosamente
prepare-se para essa noite
amnhã ceiaremos com os demonios
no pais dos morcegos entramos como dois jasmins de cristal
o tempo da loucura passou agora apenas transcenderemos

adoro o cheiro de sangue estranho
adoro o barulho de outros gritos detestavel paz de outrora
precisamos beber mais rum agora minha pequena e doce mulher

vamos cair por nossos vicios eu sei
cairemos por nossos vicios eternamente
então por favor me deixe preparar as mortalhas
essa noite entraremos acompanhados no inferno

Nenhum comentário: