Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sábado, 11 de outubro de 2008

Outro dia

Hoje ainda não é outro dia
as mesmas conversas pelos cantos
o mesmo lirismo barato de quem passa as noites bebendo
as mesmas pessoas de sempre
dentro das mesmas noites de desde então

não ainda não é outro dia
ainda é hoje e pronto
as rosas ainda são rosas
os pedestres ainda transitam pelas faixas
os carros se apressam atendendo as exigencias de seus atrasos e fusos

pois bem entra agora numa sala
na mesma sala de antes de agora
os mesmos papeis dessa vez com outros numeros
mas ainda sim os mesmos papeis
quando der seu turno enfim sairá novamente
sairá para constatar que ainda é o mesmo dia
hoje ainda é o mesmo dia

não dividiram corretamente as parcelas corretas
sequer existe o que corrigir nesse dia
se o corrigissem já não seria mais esse dia
se mutaria em outro dia ou outra coisa
certamente outra coisa que ja conhecemos bem
contudo fiz esse verso
para ti homem ou mulher
homem ou mulher que entra para o trabalho antes do sol
por entre trens lotados
onibus velhos e fetidos demais
para o trabalho
para o mesmo dia de desde sempre

já és mais humano
te fizeram em qualquer outra materia
viajando no tempo e no espaço
dentro da capsula cotidiana e mesma

contudo quando cerra seu turno sais
mas é a mesma noite
e da esquina ali mesmo no ponto onde o onibus para
podes ver o mesmo apartamento simples
o mesmo apartamento com as luzes acesas
então é a mesma rotina de homem ou mulher
casado ou solteiro
repleto de turnos e vicios
luzes acesas alguem ainda não dormiu

mas com certeza chegaras
ligara a Tv ali naquele mesmo canal
rira de alguma noticia
rira mesmo é da desgraça de tua vida
inclusa num mundo sem cobertura jornalistica

toda a vida se repetiu
agora sabe
mas de nada adiantou saber não é mesmo
afinal hoje ou amanhã
ainda não foi ou será outro dia

Um comentário:

Iorrana disse...

Que pessimismo...Agenda de compromissos lotada não me impede de não fazer nada.Beijos