Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 5 de outubro de 2008

Conflito entre o amor e a boemia

Sera que seus olhos tem lugar para meu espirito
é possivel ver com outros olhos o que o sentido cega

Talvez fosse melhor passar adiante
que domingo é dia de missa
e a de tardinha tem sempre chops la na mariana
samba ruim e gente feia
mas tudo bem são meus amigos
e pelo menos a cerveja é boa e de graça

eu amo uma garota e ela mora tão longe
uma garota me ama e mora no bairro vizinho
a vida é mesmo engraçada
e eu me sinto tão distante agora
quase posso me ferir sem medo ou dor

mas amanhã tem o julio e o marcos
moram juntos mas num rola nada serio
tem sempre aquelas festas absurdas de segunda
tem sempre aquelas meninas dadas demais pro meu gosto
mas mesmo assim eu gosto e como eu gosto...

Seria provavel uma fuga agora
ou uma prisão de afeto e sentimentos puors e nada inocentes
eu quero sujar o altar e praguejar contra a moral
blasfemar e transgredir tudo
para mostrar que sou poeta e que estou feliz
feliz exatamente por estar apaixonado por voce

venha comigo na chuva
me dê a mão agora vamos atravessar juntinhos
nessa vida eu sei agora
que desde voce só voce é capaz de me alegrar
nessa vida eu sei agora
é com voce que eu quero ser preso
é com voce que eu quero insultar o senso comum
e inflamar os corolas

mas se na terça não der apareço la pela sexta pode ser
mas é que tambem sexta não rola
tem sempre aquilo de beber na faculdade e gritar discursos
mas eu prometo que apareço ainda essa semana
levo aquele rum e aqueles charutos
prometo que levo o Alex e algumas amiguinhas

Espera por mim sim
que ja esperei por voce até hoje
mas num espera sozinha vê alguem enquanto eu chego
alguem parecido comigo
que é para a saudade ser maior

Nenhum comentário: